Procure no Blog

3 de mar de 2013

FUTEBOL DO PIAUI 2013:FLAMENGO DEIXA ESCAPAR LIDERANÇA AO EMPATAR COM O BARRAS



CLASSIFICAÇÃOPJVEDGPGCSG%
1
Parnahyba
11
6
3
2
1
12
9
3
61.1
2
Flamengo-PI
11
6
3
2
1
8
6
2
61.1
3
River-PI
10
5
3
1
1
7
4
3
66.7
4
Barras
8
6
2
2
2
8
9
-1
44.4
5
Piauí
7
5
1
4
0
7
5
2
46.7
6
Picos
6
6
2
0
4
7
8
-1
33.3
7
Cori-Sabbá
5
6
1
2
3
7
11
-4
27.8
8
4 de Julho
4
6
1
1
4
6
10
-4
22.2

Flamengo-PI não saíram do zero na contagem de gols pela sexta rodada do Campeonato Piauiense. Com bom público presente, o estádio Juca Fortes, na cidade de Barras, foi palco de inúmeras chances perdidas em ambos os lados do campo.
Valorizando o mando de campo e a presença da torcida, o Leão do Marathaoan incomodou a zaga flamenguista com subidas perigosas dos atacantes Anderson e Luiz Henrique, alternando entre jogadas de linha de fundo e pela entrada da área.
BAR X FLA - Camp.PI (Foto: Renan Morais/GLOBOESPORTE.COM)Barras x Flamengo-PI
(Foto: Renan Morais/GLOBOESPORTE.COM)
Do lado rubro-negro, muito foi feito e pouco pode ser aproveitado. Apesar da estreia do meia Lúcio Bala, a Raposa concluiu mal as 11 chances claras de gols criadas ao longo dos 90 minutos de partida.
Com um ponto somado, o tricolor barrense acumula oito pontos no Estadual e mantém vivas as chances de classificação para as semifinais do torneio. O Flamengo-PI termina a sexta rodada com onze pontos, ponto fogo na briga pela ponta da tabela.
Na próxima partida, o Baras visita o 4 de Julho, na arena Ytacoatiara, no próximo sábado (9). O Flamengo-PI receberá o Cori-Sabbá, na segunda-feira (11), no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina.
O jogo
O Flamengo-PI começou a partida com o zagueiro Wildinho improvisado de lateral esquerdo. A mexida motivou o time do Barras a subir ao ataque por aquele setor do campo nos minutos iniciais da partida.
Porém, aos cinco minutos de jogo, Neilson foi responsável pela primeira das inúmeras jogadas de linha de fundo que o Flamengo-PI construiu ao longo do duelo. O principal problema era a falta do último toque dentro da pequena área. Na defesa do Barras, o zagueiro Marcos Aurélio se apresentou bem na quebra dos ataques rubro-negros.
Aos 13min, o lateral Wildinho fez falta em jogada de contra ataque do Barras e tomou o primeiro cartão amarelo da partida. Na cobrança da falta, o meia Lima obrigou o goleiro Robson a trabalhar com mais efetividade.
BAR X FLA - Camp.PI (Foto: Renan Morais/GLOBOESPORTE.COM)Lance de perigo de gol (Foto: Renan Morais/GLOBOESPORTE.COM)
Ainda sob pressão, o goleiro Douglas viu a meta do Barras novamente em perigo. Desta vez, foi a cabeça do zagueiro rubro-negro Rafael Araújo que finalizou por cima do gol. O técnico do Leão, Danilo Queiroz, foi a loucura com a falha da zaga.
O artilheiro do Campeonato Piauiense, Edson Di, enfim apareceu. Aos 20min do primeiro tempo, o atacante recebe cruzamento do companheiro Augusto e finaliza de cabeça. O goleiro Douglas arrancou gritos e aplausos da torcida tricolor.
Lima, camisa 10 do time do Barras, contribui com a construção de jogadas pelo meio campo, sobretudo em jogadas de contra ataque, mas nenhuma que surtisse efeito. Do lado do Flamengo-PI, o volante Marcelo finaliza duas vezes sem sucesso por cima da meta tricolor.
No final da primeira etapa, o atacante Augusto faz jogada individual pela linha de fundo e reclama de pênalti não marcado em favor do Flamengo-PI. Desta vez, foi o técnico da Raposa, Celso Teixeira, ir aos berros contra a arbitragem.
Alterações não mudaram placar
Sem mexidas nos times, ambas as equipes voltaram para o segundo tempo do jogo com a mesma postura. A primeira grande oportunidade do Barras surge com Batata. O lateral faz fila, entra na pequena área e não consegue evitar a dividida com o volante Bruno Potiguar, salvando o gol do Flamengo-PI.
Com a camisa 17, o meia Lúcio Bala entra em campo no lugar do atacante Augusto. Em jogada individual pelo lado direito, o tocantinense deu um lençol no marcador, finalizou e reclamou do toque de mão de um dos jogadores da zaga tricolor dentro da pequena área. O juiz não marcou.
Nos contra ataques, o Barras contava com o camisa 9, Luiz Henrique, pelo lado esquerdo. A forte marcação dos zagueiros do Flamengo-PI obrigou os atacantes do Leão a buscarem jogo fora da grande área.
Depois de ter jogado toda a partida com a cabeça enfaixada, o volante Alessandro é substituído pelo meia atacante Darlan. A equipe médica presente no estádio Juca Forte encaminhou o jogador ao Hospital Municipal Leônidas Melo para os primeiros cuidados com um corte na cabeça do atleta.
Depois de duas claras chances perdidas pelos atacantes Anderson e Felipe no final da partida, o árbitro Antônio Dib apontou o centro do campo e deu por encerrado o confronto.



Regulamento
Os oito times se enfrentam em dois turnos no sistema de pontos corridos, com jogos de ida e volta. Não há rebaixamento. Em caso de igualdade na pontuação, os critérios de desempate são:
 1) maior número de pontos;






 2) mais vitórias
; 3) melhor saldo de gols;
 4) mais gols pró;
 5) confronto direto;
 6) sorteio. Na fase classificatória, os clubes jogam entre si, classificando-se os quatro melhores para a semifinal da competição. Semifinal e final são disputadas no sistema mata-mata com jogos de ida e volta para se apurar os finalistas e o campeão estadual.

FONTE:GLOBOESPORTE.COM/PIAUI

Um comentário:

Anônimo disse...

Zeca, sabe me dizer por que a placa da montadora ainda continua nos jogos? O contrato não havia rescindido? Procure explicações do senhor presidente da FMF.

PREVISÃO DO TEMPO NAS PRINCIPAIS CIDADES DO PIAUÍ

Globo e Band