Procure no Blog

29 de nov de 2012

COPA SÃO PAULO 2013:FLUMINENSE ESTÁ FORA DA COPINHA

Fluminense está fora\ da Copa São Paulo de Futebol Júnior (Foto: Severino Filho/Site do Buim)

Por não ter número suficiente de jogadores inscritos dentro do prazo que o regulamento da competição exige, o Fluminense Esporte Clube, de Teresina, que estava incluso no grupo de Barueri, ao lado do Grêmio local, Palmeiras e Confiança, foi eliminado da Copa São Paulo de Futebol Jr. pela promotora do evento, a Federação Paulista de Futebol.


A decisão da FPF foi comunicada na tarde de hoje (28), para a Federação de Futebol do Piauí. Embora tenha inscrito cerca de trinta atletas, o time piauiense, de acordo com o levantamento dos promotores do evento, tem apenas seis atletas relacionados dentro do prazo para insscrições. Os demais estão fora do que dispõe o regulamento.


O dirigente/técnico do Fluminense, José Ronaib, esteve na FFP e conversou com o presidente da entidade, Cesarino Oliveira. Ronaib questiona a decisão da Paulista. Segundo ele, "vários jogadores nossos já estavam no BID. Foram para outras equipes e retornaram ao Fluminense, logo já estavam inscritos. Não entendi o que foi decidido por eles". A inscrição dos jogadores é feita pelo próprio clube.


A Federação Paulista comunicou que, além de estar eliminado, o Fluminense também foi punido com uma suspensão de dois anos sem poder jogar a competição. "Lamentamos o corrido", afirmou Cesarino Oliveira. "Fizemos o possível para conseguir esta segunda vaga do futebol piauiense na competição e agora surgiu este problema". 


FONTE:SITEDOBUIM

4 comentários:

Anônimo disse...

Lamentável o experientíssimo choro-nense que tanto chorou no ano passado, falando em injustiça e abandono de um ideal, que conseguiu uma anistia da Federação só pra ser amigona (eleição futura, talvez), aprontaram mais essa. Uma geração perdida, já que amargará 4 anos sem disputar a Copa São Paulo. Bem feito! Parece que não aprenderam com os erros do ano passado, quando o Flamengo, pelo mesmo motivo, PERDEU O PRAZO de registro de novos jogadores. A Federação deveria ser implacável e punir o Fla/minense e fazer seus campeonatos atenderem ao BID da CBF, pois quem era pra tá na segunda vaga seria o Auto Esporte, que inexplicavelmente não tinha nenhum jogador registrado, apesar de ter sido vice-campeão, que nesse caso deveria valer alguma coisa, já que não vamos ter tão cedo, ao que parece, mesmo dependendo do "prestígio" que nesse caso não vem resolvendo junto à Federação Paulista, o representante de número dois (e que se cuide com o ranking da CBF, porque de tanto comodismo demonstrado nesses últimos 5 anos, figurará no início do ano na posição de nº 25, o que representa a MÍSERA uma vaga para a Copa do Brasil em 2014). Esperar o que de uma Federação que deixou escancarar a porta do sub-18 inchando com 21 times? Achei foi pouco diante de tanto amadorismo envolvido!

Anônimo disse...

Uma reviravolta no futebol candango. É o que pode acontecer caso a definição do presidente do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/DF), dr. Mozart Gouveia Belo da Silva, se confirme. Nesta quinta-feira (29), ele suspendeu o Botafogo-DF de participar das competições locais.

O clube candango é acusado pela Federação de encaminhar documentos falsos, usar indevidamente o nome e o escudo da matriz carioca e acumular dívidas.

Com isto, quem pode assumir a vaga é o Bolamense, time comandado pelo Pastor Antonio Teixeira. Vale sempre lembrar que a equipe, em 2011, perdeu dois jogos por WxO na segunda divisão candanga e, na Série B deste ano, foi o terceiro colocado, perdendo vagas para Unaí/MG e Brasília.

O presidente da Federação Brasiliense, Josafá Dantas, confirmou a possível chegada da equipe à primeira divisão local: "Se permanecer essa decisão, vai ser convidado o terceiro colocado da segunda divisão".

O julgamento do caso ainda não tem data marcada. A princípio, a estreia do Botafogo está marcada contra o Gama, no dia 19 de janeiro, no estádio Bezerrão.

Anônimo disse...

Eu acho que o ranking das federações vai valer para a Copa do Brasil de 2013! O presidente da federação do Acre disse que só não quer se precipitar, que sempre espera as coisas oficiais, mas disse que a possibilidade de o Atlético (vice-campeão de 2012) jogar é muito grande. Para a surpresa de quem defende "maravilha de Federação", não duvide que tenhamos o playoff entre Parnahyba x Flamengo pra definir o representante do Piauí na Copa do Brasil. Um tapa na cara de quem defende esse estado de coisas. Não podem alegar descumprimento do Estatuto do Torcedor, pois até agora a CBF não soltou a tabela da Copa do Brasil, que aliás vai começar mais tarde.

Anônimo disse...

Federação do Piauí é acusada de participação em esquema
A prática começou com o valor de R$ 8 mil ainda sob a gestão do ex-presidente, Ricardo Teixeira
A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) tem um esquema organizado para acabar com a oposição entre as 27 federações estaduais que cuidam do futebol pelo país. Apelidado de mensalinho pelo jornal O Estado de S. Paulo, o movimento consiste no pagamento de uma mesada que poucas vezes é discriminada nos balanços de cada um.
Segundo o diário, a prática começou com o valor de R$ 8 mil ainda sob a gestão do ex-presidente, Ricardo Teixeira. Hoje, o montante está em R$ 50 mil e aparece discriminado apenas nos balanços de Sergipe, Maranhão, Paraná, Piauí, Espírito Santo, Ceará e Amazonas.
Justamente entre eles, o repasse representa em média 23% do total de receitas. Em algumas, no entanto, a ajuda é maior. Os paranaenses, por exemplo, foram os que mais ganharam. Eles receberam R$ 1,2 milhão, sendo que o caixa total da entidade na temporada foi de R$ 4,6 milhões.
No início da distribuição de verbas, a CBF obrigava que a entidade que recebia a ajuda preenchesse um caderno de encargos para justificar o uso do dinheiro. Depois de um tempo, no entanto, a prestação de contas não passou mais a ser obrigatória. Um exemplo de como a ajuda financeira tranquiliza os bastidores da CBF foi na escolha do substituto de Ricardo Teixeira. Os chamados de rebeldes, das federações de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia, Paraná, Pará, Rio Grande do Sul e Distrito Federal queriam uma nova eleição desde que os boatos de que Teixeira sairia foram espalhados.
Antes de abandonar, no entanto, Teixeira garantiu uma distribuição de R$ 100 mil para cada um e chamou a prática de "participação nos lucros". Foi isso que garantiu a tranquilidade na hora de Marin assumir apenas como o vice-presidente mais velho, sem a necessidade de pleito.

PREVISÃO DO TEMPO NAS PRINCIPAIS CIDADES DO PIAUÍ

Globo e Band