Procure no Blog

21 de jun de 2010

CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE D 2010: CONTINUA MISTÉRIO SOBRE TIME DO GUARANY DE SOBRAL

Não se sabe ainda ao certo qual será o elenco do Guarany de Sobral para a disputa da Série D. Poucos jogadores que disputaram o estadual no começo do ano pela equipe deverão continuar. Dois que permanecerão para o restante da temporada são o goleiro Vantuir o atacante Marco Túlio.

Outros dois atletas que chegaram para a ajudar o time cearense na disputa da competição merecem destaque. São eles o lateral-esquerdo Zada e o atacante Danilo Pitbull, artilheiro da segunda divisão do cearense pelo Maranguape em 2008.

Nesta segunda-feira, às 16 horas, o Cacique do Vale se reapresentará, no Estádio Plácido Aderaldo Castelo, o Junco, e a torcida poderá, enfim, saber quais serão os jogadores que defenderão o Guarany pela quarta divisão do Campeonato Brasileiro.

O time de Sobral entrará em campo pela primeira vez no campeonato no dia 18 de julho para tentar, com unhas e dentes, conseguir o acesso à terceirona.

FONTE:FUTEBOLINTERIOR.COM.BR

3 comentários:

Anônimo disse...

No primeiro dia de trabalho, nada de bola. Apenas uma conversa entre jogadores, diretoria e comissão técnica no gramado do Junco. Neste segundo semestre o time do Guarany de Sobral disputará duas competições: a Copa Fares Lopes (está no Grupo B com Fortaleza, Guarany de Sobral, Maranguape e Tiradentes), que leva à Copa do Brasil do ano que vem e, a Série D do Campeonato Brasileiro. Aliás, esta é, infelizmente pra nós, a prioridade do clube, que busca retornar à Série C nacional.

A apresentação do elenco rubro-negro ficou marcada pelas ausências. O atacante Danilo Pitbull (ex-Parnahyba, Maranguape, Ferroviário), o goleiro Vantuir (ex-Picos, Crato), ídolo da torcida, e o técnico gaúcho Armando Desessards (ex-Ferrão) só chegarão no decorrer da semana. Até lá, quem comandará os trabalhos é o bom e velho capitão Teco-Teco. “Está é uma missão que não é só minha, mas de toda a comissão técnica e dos jogadores também”, disse o auxiliar técnico.

Wanderley (ex-Parnahyba, Ceará, Icasa, Fortaleza), destaque do time no estadual, é uma das apostas do clube para o campeonato brasileiro. “Estou muito feliz de estar voltando ao Guarany, o clube que me projetou para o futebol e abriu as portas para mim quando eu precisei. Espero fazer essa pré-temporada com todo mundo para começar cem por cento e conseguir o sonho da nossa torcida, que é o acesso para a Série C”, revelou o meia-atacante.

Entre os recém chegados bastante experimentados, Serginho (ex-River, Icasa), que não chega a ser uma novidade. O jogador está de volta ao clube depois de sete anos. “Venho com o mesmo propósito de 2003 que era subir o Guarany da Série C para a B. Infelizmente não subimos, apesar de ter feito um grande campeonato. Espero que esse ano possamos buscar o objetivo maior que é levar o time à série C”, explicou o volante Serginho.

Evandro Paiva

Anônimo disse...

Presidente do JV Lideral ameaça mudar mando de campo para Porto Franco (1h12min de Imperatriz, na fronteira com Tocantins)

O presidente do JV Lideral, empresário Walter Lira, informou ontem à reportagem esportiva de O PROGRESSO que está pensando seriamente em levar os jogos do Tricolor do Camaçari para o Panelão, em Porto Franco.

Segundo Walter Lira, alguns problemas que ele vem enfrentando com a administração do Estádio Municipal Frei Epifânio estão fazendo com que ele estude a possibilidade de realizar os jogos da Série D, a partir do dia 18 de julho (abra o olho Flamengo!), e do Campeonato Maranhense no Panelão.

Para Walter Lira, o JV Lideral não está recebendo o tratamento que deve ser dado a um clube que está levando o nome da cidade além fronteiras do Maranhão. Ele alegou, por exemplo, o caso da semana passada, em que foi negado o Frei Epifânio para que o time realizasse um coletivo antes da primeira partida válida pela decisão da Copa União.

Na ocasião, o administrador do estádio, Edvaldo Nunes, alegou que o gramado estava sendo preparado justamente para o jogo e que não tinha como ser liberado para o coletivo.

“Não estamos tendo a atenção que deveríamos ter como um clube da cidade. Nos outros lugares é diferente. Todo apoio é dado ao time da cidade”, disse Lira.

Walter disse que é preciso um melhor entrosamento entre as pessoas que administram o Frei Epifânio, não somente com o JV Lideral, mas também com o Imperatriz, e isso não está acontecendo.

“JV Lideral e Imperatriz não podem ficar sendo tratados como inimigos da administração do estádio. Pelo contrário, temos de ter todo o apoio”, desabafou.

Durante o tempo em que JV Lideral e Imperatriz jogaram no Panelão, em Porto Franco (101,95 km de Imperatriz ao sul se for pela BR-010), os dois clubes receberam todo o apoio do prefeito Deoclides Macedo. Inclusive em relação ao pagamento de taxas, que nada foi cobrado. “Isso não vem acontecendo em relação ao Frei Epifânio, com os dois clubes da casa”, finalizou Walter Lira.
Fonte: Jornal O Progresso

Evandro Paiva

Anônimo disse...

O Iape, o caçula da divisão principal do futebol maranhense, foi campeão da Copa União e garantiu vaga na Copa do Brasil em 2011, após empatar em 2 a 2 no primeiro jogo e 0 a 0 no segundo jogo, quando jogava por um simples empate para conquistar o título. Diante disso, nessa chave do Flamengo ninguém foi campeão em 2010.

Evandro Paiva

PREVISÃO DO TEMPO NAS PRINCIPAIS CIDADES DO PIAUÍ

Globo e Band