Procure no Blog

6 de mai de 2010

FUTEBOL DO PIAUÍ 2010: PARA TORCEDOR PIAUIENSE GOVERNO DEVE INVESTIR MAIS NO FUTEBOL PIAUIENSE


Maioria dos entrevistados pelo instituto Captavox na pesquisa sobre o futebol defenderam o apoio do poder público para ajudar clubes do Estado. Os números da consulta feita entre os dias 28 de abril e 2 de maio foram divulgados no Jornal do Piauí desta quinta-feira (6). Mais de 36% querem que Governo do Estado e prefeituras ajudem a alavancar o futebol no Estado.



O interesse pelo futebol em si é menor por parte dos teresinenses que pela Copa do Mundo. Nos dados divulgados ontem no Jornal do Piauí, 57,3% dos entrevistados tem grande, e 28,5% médio interesse pelo torneio. Já o esporte em si é acompanhado com grande atenção por 30,2% da cidade. Outros 43,4% tem médio, e 14,2% pequeno interesse, enquanto 11,5% não estão interessados. Não responderam 0,7% dos entrevistados.


Se o interesse é menor, logo surge a discussão: o que fazer para melhorar o nível do futebol piauiense e aumentar o interesse dos torcedores para o esporte local? Entre os entrevistados, 32,9% acham que é preciso ajuda do Governo, enquanto 16,1% avaliam que é necessário o investimento da iniciativa privada. Melhorar a Federação de Futebol do Piauí vem em terceiro com 12,5%.


Mas 10,8% acham mesmo que o problema são os jogadores, e 6,7% os dirigentes - ou seja, atribuem menor responsabilidade aos clubes. Outros 3,9% disseram que as prefeituras é que precisam ajudar, e 3,9% sugerem melhorias na comissão esportiva. Outras alternativas foram citadas por 1,4%, e 12,3% não souberam responder.


O que fazer para melhorar o nível do futebol piauiense?

Ajuda do governo 32,9%

Ajuda iniciativa privada 16,1%

Melhorar a Federação de Futebol 12,5%

Melhorar os jogadores 10,8%

Melhorar dirigentes 6,7%

Ajuda das prefeituras 3,9%

Melhorar comissão esportiva 3,3%

Outro 1,4%

Não sabe/ não respondeu 12,3%

FONTE:Fábio Lima

fabiolima@cidadeverde.com

4 comentários:

Anônimo disse...

Sidney, creio que todos têm culpa para o fracasso do futebol piauiense, mas a maior culpa seja dos dirigentes, senão vejamos:
1) Eles que elegem o presidente da Federação;
2) Eles que montam as equipes;
3) Eles não cuidam da parte do marketing do clube para atrair o torcedor e a iniciativa privada;
4) Eles aumentam o preço dos ingressos, quando mal sabem, ou simplesmente esquecem, que o maior número de evasão de renda é nas cadeiras do LM ou na carteirada que alguns "bem nascidos" dão para adentrarem nas cabines do Albertão.
Gostaria que o Instituto detalhasse mais a pesquisa, como: a faixa de renda do torcedor piauiense(a minha impressão é de que quem assiste os jogos seja os da classe baixa, que pega ônibus) e de que bairro ou cidade mora (muitos se queixam de que pegam 2 ônibus para chegar ao estádio e portanto em meio de semana não preferem arriscar).
Quanto à pergunta sobre a maior torcida, acredito nos números trazidos, mas não há motivos para comemorar quando se comprova estatisticamente que a maioria não torce para nenhum time do futebol piauiense. Faltou pormenorizar mais, tipo:
a) Torço para o Flamengo e sempre vou ao estádio;
b) Torço para o Flamengo e às vezes vou ao estádio;
c) Torço para o Flamengo e só vou em jogo de Copa do Brasil;
d) Torço para o Flamengo e não vou ao estádio;
e) Torço para o Piauí e sempre vou ao estádio;
f) Torço para o Piauí e às vezes vou ao estádio;
g) Torço para o Piauí e só vou em jogo de Copa do Brasil;
h) Torço para o Piauí e não vou ao estádio;
i) Torço para o River e sempre vou ao estádio;
j) Torço para o River e às vezes vou ao estádio;
k) Torço para o River e só vou em jogo de Copa do Brasil;
l) Torço para o River e não vou ao estádio.
Friamente, acho que o Flamengo tem maior torcida, mas a mais fanática (que torce e vai ao estádio) acredito que seja a do River.
Faltou também o dado da influência dos jogos na TV no público dos estádios, se o torcedor prefere acompanhar o seu time a ver algum time nacional nas imagens da televisão.
Por fim, fiquei bastante curioso em saber o que foi respondido nesses 1,4% para o outro nessa pergunta. Será que é baixar o preço dos ingressos? Mudar o horário dos jogos?

Evandro Paiva

Anônimo disse...

O desenvolvimento não ocorre por acaso. O esporte e em particular o futebol precisa de investimentos tanto na base quanto no profissional. O poder público não deve investir no andamento mas na infraestutura. A iniciativa privada só vai investir forte no nosso futebol quando houver retorno. Até lá, vamos ter esse futebol que está aí nos gramados piauienses.

Anônimo disse...

Fazer futebol de qualidade exige bastante recursos. Futebol é lazer. Uma comunidade só tem lazer se houver excedente econômico. O empresário só investe onde há retorno. O torcedor só vai ao estádio se sobrar dinheiro no orçamento. No nosso Piauí, na nossa Teresina, quem tem uma sobra no orçamento vai praticar outro tipo de lazer.

Anônimo disse...

Sidney, fiz dois comentários sobre o nosso futebol mas não disse o meu nome. Já o vi uma vez de perto quando do treino da cidade de Monte Alegre para a semifinal da copa piauiense do ano passado no Lindolfo.
Não quero sacanear com a nossa imprensa esportiva, mas ela precisa de reporteres do seu naipe: dinâmico e que usa o de mais moderno na comunicação.
Raimundo Pereira
Ati-Detran

PREVISÃO DO TEMPO NAS PRINCIPAIS CIDADES DO PIAUÍ

Globo e Band